Samurai Shodown adicionou fanservice a pedido dos fãs, diz produtor do jogo

Share:

Alguns de vocês devem ter notado que Samurai Shodown para PS4, Xbox One, PC e Nintendo Switch mudou na direção oposta a todos os títulos AAA: possui sex appeal para os personagens masculinos e femininos. Enquanto jogos como Mortal Kombat 11 propositalmente des-sexualizavam as minas, a SNK foi na outra direção, oferecendo aos jogadores algo saboroso para atormentar os olhos em Samurai Shodown .

Falando ao Polygon, o produtor Yasuyuki Oda foi perguntado sobre a sexualização das personagens femininas em Samurai Shodown, e Oda respondeu da melhor forma possível, dizendo…

“Obviamente, haverá pessoas que são críticas sobre esses tipos de coisas. Mas os fãs realmente queriam personagens como Shiki. Eles queriam personagens como [lutador masculino] Yoshitora, sabe? Um playboy muito sexy. Por isso, pode parecer que se choca com o que originalmente tivemos nos primeiros jogos, mas cada jogo é a sua própria iteração diferente de uma série. Decidimos que esses são personagens que as pessoas querem, então vamos colocá-los no jogo. ”

Isso faz sentido.

A resposta de Oda foi prefaciada por Polygon com a saída notando que as coxas de Charlotte estão expostas, e Shiki é sexualizada a ponto de se destacar mais agora do que nos jogos anteriores graças aos shaders atualizados e ao motor gráfico aprimorado proporcionado pelo Unreal.

O tweet da Polygon tentou adotar uma abordagem de envergonhar Oda pelo design de personagens femininos por ser “estranhamente excessivamente sexualizado”.

Felizmente, a maioria das pessoas não mordeu a isca e criticou a Polygon por sua neo-puritana e anti-heterogeneidade.






Felizmente, parece que a SNK está escutando os fãs reais e não os propagandistas que estão tentando arruinar as empresas japonesas e fazer os jogadores detestarem jogos.

Todo grande meio de comunicação é basicamente contra o sex appeal feminino que atrai homens heterossexuais. Eles constantemente falam sobre o respeito às mulheres, o “olhar masculino”, o “feminismo” e outros tópicos degenerados que não fizeram nada além de arruinar jogos, arte e filmes. Mas ver Oda falar e defender sua arte em Samurai Shodown é refrescante. Ver as pessoas pegarem a Polygon à risca é ainda mais edificante, porque significa que nem todo mundo quer se tornar um anti-hetero, um feministo degenerado.


ACESSE:

Nenhum comentário