Justiceiros Sociais revoltam-se pela Morte de Tara em Walking Dead

Share:

Personagem Lésbica despertou a ira dos floquinhos de neve americanos.

A Personagem  Tara, interpretada pela atriz Alanna Masterson é morta em Walking Dead. Ela, que é assumidamente lésbica, foi raptada e decapitada pelos Sussurradores.

Trata-se de uma das personagens mais antigas em The Walking Dead, presente desde a 4ª temporada da série, em 2013.

Os floquinhos de neve, uma minoria (bem minoria mesmo). Não perdoaram: acusaram a série de homfobia. A resposta da produtora, Angela Kang, foi bem simples: por conter uma quantidade absurda de diversidade, seira impossível que uma minoria não morresse, visto que todos são parte de alguma.


Temos muita dessa diversidade e representação maravilhosa na série e isso é algo que temos muito orgulho.
É algo difícil de lidar, pois quase qualquer um que você matar na série é parte de algum grupo com menor representação na TV.
Nós conversamos sobre essas coisas. Temos uma equipe com muita diversidade. Eu sou coreana e nós escrevemos a saída de um personagem coreano. Ainda temos muitos personagens regulares que são LGBT.
É difícil, pois nós amamos representatividade. É importante para nós, tanto na frente quanto por trás das câmeras. Mas nós não podemos carregar toda a representatividade do entretenimento. Nós temos que ser capazes de contar nossas histórias.
Sim! O mundo está ficando chato. Ele não está mais inclusivo, como diz seu amiguinho psolista, está desagradável mesmo. Quando nem se pode contar histórias sem ser acusado de 40 ou 50 tipos diferentes de discriminação, tens um problema social sério de censura e patrulhamento.

Fonte: https://www.thewalkingdead.com.br/the-walking-dead-s09e15-criticas-por-matar-tara-personagem-gay/

Nenhum comentário