Capitã Marvel: "Homens Brancos demais por cá".

Share:
Imagem: Chuck Zlotnick/Marvel Studios 2019
Fãs estariam exauridos do pedantismo de Brie Larson, Imagem: Chuck Zlotnick/Marvel Studios 2019

A depender da recepção dos fãs mais conservadores, ou menos politizados, Capitã Marvel segue a ser um tiro no pé em termos de publicidade. Se Brie Larson é conhecida por algo, além dos seios volumosos escondidos por debaixo dos fatos castos do traje, é por falar demais e repetir ad nauseum jargões feministas e da malta do "ódio do bem". Coisas afáveis como há "homens brancos demais por aqui...", "este meu filme é político" etc e etc.

Sim, este tipo de expediente não faz surtar as turbas dos médias mainstream, maioritariamente justiceiros sociais da esquerda caviar, mas espanta quem paga ingresso e mete o dinheiro nas bilheterias. É, precisa-se de pagantes às bichas (filas) dos cinemas. Cheiradores de peido de San Francisco e New York (que o fazem para reduzir às emissões de metano na atmosfera e o aquecimento global), não são conhecidos especialmente por abrirem suas carteiras generosamente, para além de fazerem o barulho político de sempre.

Para piorar tudo, Larson notabiliza-se por não ter um décimo do carisma e beleza de Gal Gadot de Wonder Woman além de ser uma horrenda promoter do filme. Vamos esperar pra ver. Talvez Capitã Marvel seja um sucesso, talvez venha a deitar fora os esforços da Disney Marvel...

Segue Matéria Parcial do Uol Entretenimento ( https://entretenimento.uol.com.br/noticias/redacao/2019/02/19/capita-marvel-e-sabotado-em-site-de-criticas-por-posicoes-feministas-de-atriz.amp.htm )
"Capitã Marvel" só estreia nos cinemas em 7 de março, mas a página do filme no Rotten Tomatoes, que reúne críticas profissionais e de espectadores para lançamentos, já foi invadida por internautas furiosos com as declarações de teor feminista dadas pela estrela Brie Larson em entrevistas.
A maioria das mensagens negativas deixadas por usuários do site parece se concentrar no esforço empreendido por Larson, durante a divulgação do filme, para que a equipe de jornalistas que cobriu o tema fosse igualmente dividida entre homens e mulheres.
"De repente, eu sinto que os Skrulls não são os inimigos, eu sou", escreveu um dos internautas, se referindo à raça de alienígenas que a Capitã Marvel vai enfrentar no filme. "Brie Larsen [sic] foi bem clara ao dizer que não quer tipos como eu na turnê de imprensa do filme".
"Eu nunca vou entender porque a Marvel decidiu escalar uma sexista e racista que direciona seu ódio a homens brancos. Se Robert Downey Jr. começasse a dizer que não se importa com a opinião de mulheres bancas, ou que não queria ser entrevistado por uma, as pessoas surtariam", comparou outro.
"Eu não veria esse pedaço de m**da de filme nem se me pagassem", ofendeu outro. "Estou farto da política de identidade tomando conta da cultura pop. Brie Larson poderia ser atropelada por um ônibus, e eu não derramaria uma lágrima".
"Não tenho interesse nenhum em assistir a um filme estrelado por uma 'feminazi' que odeia homens", completou mais um dos detratores.

Nenhum comentário