Gibi da Panini compara Wilson Fisk com Bolsonaro

Share:

Esta semana saiu pela Panini Demolidor 17 onde Wilson Fisk é chamado de mito. Na história o Rei do Crime concorre a prefeitura de NY e os seus apoiadores o chamam de mito na tradução feita por Paulo França (no original está escrito Fisk Rules).

Sem entrar no mérito da tradução, convido vocês para virem comigo no longínquo ano de 2011, quando em uma edição de Batman o tradutor Caio Lopes traduziu o termo Nasty como Petralha. O mimimi na época foi generalizado, sites especializados em quadrinhos ficaram contra a tradução, tentaram se passar por isentos e na época pode até ter rolado, mas relendo com os olhos de 2018 fica claro o lado em que eles estão, com seus textos cheios de ataques indiretos a formadores de opinião mais a direita que tinha naquele ano. A polêmica acabou rendendo um pedido de desculpas por parte da Panini.

Estou louco para ver como aquelas pessoas vão se posicionar diante dessa tradução. Já estou vendo a galera do lacre procurando argumentos para defender o "Fisk Mito".  Será que aqueles que diziam que politica e quadrinhos não se misturam agora vão defender que quadrinhos tratem sobre temas atuais?

Vamos aguardar pra ver se essa galerinha cai pelo seu próprio livro de regras. Pra finalizar deixo vocês com um texto do MDM, que já achei engraçado na época e só melhorou com o distanciamento histórico dos fatos:

Update 2: A todos que acusam este post de ser uma defesa do PT, peço que releiam. Não há uma só linha que eu enalteça qualquer governo. Dizer que o termo "petralha" tem esse significado é corroborado pela leitura dos veículos da old media, blogs e pela pesquisa do google devidamente linkada.
Update 3: Não insistam nesse embate ideológico. Troquem "petralha" por "tucanalhas" e o erro será igual. Ajam como consumidores e não como panfletários, amigos. :)
Bugman é a favor de traduções menos ideológicas

ASSISTA:


Nenhum comentário