Red Dead Redemption 2 permite que o jogador espanque feministas racistas.

Share:

Sabe aquelas feministas do século XIX, que pregavam o direito de mulheres brancas votarem, desde que os negros não pudessem? (http://br.avoiceformen.com/recomendados/sufragistas-ku-klux-klan-ou-feminazistas/), pois é: A engine do video-jogo Red Dead Redemption 2  permite que o jogador dê socos nelas e lance as racistas aos crocodilos.

A Matéria lacradora do chatíssimo CriticalHits.com.br​ ( https://criticalhits.com.br/games/jogadores-de-red-dead-redemption-2-estao-batendo-em-feministas ) tem em vista que as coitadas eram santas:
No entanto, parece que a (sic) discurso de empoderamento feminino mais uma vez está incomodando o nerd médio que se acha dono do mundo.
ATENÇÃO! OS PARÁGRAFOS ABAIXO POSSUEM LEVES DESCRIÇÕES DE VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER, QUE PODEM SER GATILHOS PARA ALGUMAS PESSOAS.
Mas, se nos games da Rockstar a violência surreal chega ao ponto do assassínio de prostitutas, inocentes, negros e outros grupos envolvidos em polêmicas sociais, acho que o sr. João Victor Albuquerque, autor da matéria, nunca jogou um GTA na vida... Para ser bem síncero, a Rockstar, autora de games controversos, sempre viveu nos extremos da liberdade de expressão e por isso granjeou o ódio de esquerdistas e conservadores. A violência vista em seus games nunca foi direcionada à algum grupo específico: é uma violência generalizada, contra todos.

Para ele, e os sabichões do Critical Hits, ficam os pensamentos das lindinhas sufragistas, racistas empedernidas que não lutavam por qualquer sufrágio senão de mulheres brancas.

Pronta(o)? Então vamos lá: Sufragista, KKK ou feminazi? Valendo (as sete frases abaixo são de sufragistas): 
1. Estrangeiros ignorantes comandam as nossas cidades hoje. A raça de cor se multiplica como os gafanhotos do Egito.
2. Melhor uísque, e mais uísque, é o grito das passeatas das grandes ralés de rosto escuro.
3. A segurança da mulher [branca], [d]a infância, do lar, estão ameaçadas em mil localidades [pelos negros e seus direitos civis].
4. Eu cortarei este meu braço direito antes de vir a trabalhar, ou exigir, voto para o Negro e não para a mulher.
5. O Sr. Douglass fala sobre as injustiças contra os negros; mas com todos os ultrajes que ele hoje sofre, ele não trocaria de sexo para ficar no lugar de Elizabeth Cady Stanton.
6. Nós, como sexo, somos infinitamente superiores aos homens.
7. O que nós e nossas filhas iremos sofrer se esses degenerados homens negros tiverem os direitos que fariam deles até mesmo piores que nossos pais Saxões?

Nenhum comentário