Esquerdistas pregam boicote ao TELETON

Share:

Ainda revoltados pela ressaca do último pleito eleitoral, muitos eleitores de esquerda tomaram para si atitudes bastante duvidosas, como exigir que estrangeiros que votaram no Jair Bolsonaro fossem deportados de outros países. Neste caso, a xenofobia, o ódio do bem, pareceu-lhes bem justificado: "se votaram num candidato da direita, voltem para desfrutar do paraíso que lhes trará". Esqueceram-se, contudo, que o direito ao voto é resguardado por leis internacionais de países democráticos.

Como as turbas do "ódio do bem" parecem ter passe livre dos órgãos do Estado, como Ministério Público, para xingamentos e despautérios de todos os tipos, ousaram passar dos limites: Pediram em Twitter o boicote ao TELETON, evento mantido por Silvio Santos para à arrecadação de fundos destinados a crianças carentes, visto que o presidente eleito optou por doar ao evento e o TELETON aceitou o regalo.

Não é a primeira vez que esquerdistas e feministas tentam, de algum modo, boicotar atos de caridade por motivos mesquinhos e políticos: No passado, a empresa Alezzia, fabricantes de móveis, tentou doar uma caríssima mesa a AACD, revoltados, os militantes, que odiavam a empresa devido a campanhas que consideravam "machistas", infernizaram de tal modo a AACD nas redes sociais que ela relutou em receber a doação.

Entretanto, este actual boicote não passou em branco: o apresentador Danilo Gentili, revoltado com o ato desumano de quem coloca militância a frente de humanismo, não deixou por menos e respondeu aos empedernidos justiceiros sociais, arautos da paz e do amor:

fonte: https://republicadecuritiba.net/2018/11/10/sem-se-importar-com-as-criancas-atendidas-esquerdistas-pregam-boicote-a-aacd-teleton

Nenhum comentário