Caça-Fantasmas 2016 poderá ser o maior fracasso do ano

Share:
A julgar por esta imagem... Os efeitos do filme serão bem canhestros.
Com o trailer mais negativado da história do cinema recente, o que inclui o Youtube como mídia de divulgação, Ghostbusters (2016) estreará com 4 mulheres como protagonistas (14 de julho próximo). As teorias para tal fracasso da pré-estreia, giram em torno do "machismo"e "misoginia" dos espectadores; do conservadorismo, do puro exercício da maldade hater, ou, do que é mais óbvio, da catástrofe que ergue-se à frente.

O fato é que colocar filmes com protagonistas femininos, nos dias de hoje, deveria ser algo extremamente natural, mas devido ao feminismo mais estridente, de 3a onda, tudo pode se transformar num motivo para uma avalanche de vitimismo e retroalimentação negativa (especialmente em redes sociais): se a personagem apanha, violência contra a mulher; se ela aparece de pouca roupa, objetificação; se durante uma passagem alguém diz que ela deveria se casar, machismo! Fica difícil, pois a natureza da ficção é o conflito, o que inclui a violência e a contradição.
O site, realmente, não ficou muito bom...http://www.ghostbusters.com
O fato é que o filme não está emplacando e, mesmo antes da estreia, o clima é tenso. Não sabemos se a crítica irá cair no pedantismo típico de louvar uma película porque ela é subversiva e "progressista", por ter trocado os 4 personagens masculinos originais por 4 mulheres (minto: aparentemente, o pessoal é tão bitolado que já está elogiando o filme. Afinal, a militância larga na frente). Em tese, isso não seria de todo ruim para um filme original. Mas para um remake, um tipo de produção que já nasce com este estigma, a "mácula da ruindade", aniquilar personagens é a receita do fracasso.

O tom de revanchismo barato, também tende a prejudicar o filme. O único coadjuvante masculino é um paspalho.
Deixo claro, que adoro personagens femininas nos games, quadrinhos e filmes. Por exemplo, o Quarto do Pânico é um filme altamente feminino, com duas personagens mulheres e um ator negro fenomenal, Forest Withaker. A série Jogos Vorazes emplacou muito bem uma protagonista feminina. E personagens femininos há mais de 30 anos fazem sucesso no cinema (A fenomenal Ellen Ripley, da série oitentista Alien, está aí para provar). O que o público não tolera é essa falsa inclusão moralista, muitas vezes capitaneada por governos e políticos inescrupulosos.

Em tempo, antes da estreia, o IMDB já está com uma cotação péssima para o Ghostbusters: 3.5 de 10! E até o site oficial do filme tá ruinzinho de doer: Uma bricolagem capenga de posts em redes sociais.

Assistam o trailer. Daremos uma nota depois de assistirmos o filme.
https://www.youtube.com/watch?v=w3ugHP-yZXw -- 
--
Firmamos uma parceria com a Ponto Frio e estamos oferecendo até 70% de desconto em celulares, tvs e outrs eletro-eletrônicos. É a sua chance de comprar um Motorola G3 por R$944,44. Não pedimos doações e a receita do site depende unicamente do seu clique gratuito. Clique no Link para conferir as promoções.Link:
Descontos 70OFF

2 comentários:

  1. Fiquei enojado com a propaganda do filme nas estações de metrô. Tomara que flope hard

    ResponderExcluir
  2. é a msma forma de tomarem o lugar de Samus Aran e Lara Croft pra colocarem homens no papel.

    ResponderExcluir